Instrumentos Musicais

O setor de instrumentos musicais está diretamente ligado ao dólar por trabalhar quase que na totalidade com artigos importados. A vantagem, porém, é que o público é crescente e fiel. Músicos profissionais ou amadores que trabalham com instrumentos, se importam com qualidade e praticidade e compõem o topo da pirâmide, enquanto os aprendizes e pessoas que gostam de tocar formam a base. São públicos distintos, mas igualmente empolgados e dispostos a pagar um pouco mais pela qualidade. Esse não é um ramo de negócios para quem desconhece os produtos ou mesmo a linguagem do meio musical. Normalmente são músicos e empresários que enxergaram um canal de oportunidades no mercado.

É um negócio que está diretamente ligado ao e-commerce quanto aos instrumentos mais caros, mas que possui um público local em relação aos outros produtos como: palhetas, cabos, adaptadores, pedais, pedestais, baquetas, etc.. É necessário que o empresário fique sempre muito atendo ao câmbio e tenha uma solução para adequações rápidas de preços quando necessário. É um negócio que exige conhecimento amplo no setor, bons fornecedores, um bom ponto de venda e muita organização.